quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Desejos e Efeitos - Os Desejos Que Nos Conduz Ao Pecado - IV Parte

]Gustave Doré[
E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. (Gn.3:6)

Eva foi tentada por Satanás, o qual lhe propôs a aliciante ideia de ser como Deus conhecendo o bem e o mal e assim engodada por este malvado desejo pecou contra Deus, o seu Criador.
Todo o pecado parte de um desejo de uma concupiscência que a pessoa alimenta através do pensamento até realmente baixar ao coração, ganhar raízes e então colocado em prática, cai-se na no pecado, estabelecendo a separação entre nós e Deus.
14 Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. 15 Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. (Tg.1:14,15)

Nossos desejos devem ser controlados, uma satisfação total de tudo aquilo que desejamos poderá levar -nos ao caminho da desgraça e desilusão. O humanismo ensina que todo o homem não se deverá privar de todo e qualquer desejo que surge em seu interior. Se não der lugar a estes desejos estará com certeza reprimindo uma parte substancial de si mesmo e assim deste modo jamais se sentirá realizado, concretizado e feliz.



No entanto a palavra de Deus e o Deus da Palavra não nos ensina assim! Deus sempre demonstra que há bons e maus desejos e que estes devem ser não somente evitados mas precisamos às vezes até fugir deles, como Paulo ensina ao jovem Timóteo:
"Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor."  (2Tm 2:22)

Como cristãos devemos saber aprender a controlar nossos desejos e vontades, pois se assim não for corremos o risco de estar colocando nossa satisfação pessoal e interesses à frente do propósito de agradar a Deus. Devemos olhar para o exemplo de Enoque:
"Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara; visto como antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus." (Hb 11:5)

Jesus alertou os judaizantes acerca da raíz maléfica de onde provinha certos desejos:
"Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira."  (Jo 8:44)

Não sejamos pois dominados por todo e qualquer desejo, mas possamos sempre pautar os mesmos pela vontade de Deus. Aí sim, sentiremos a verdadeira felicidade e realização

"...não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai que me enviou." (Jo 5:30)

Afim de ler os artigos pertencentes a esta série - Desejo e Efeitos, por favor aceda AQUI

Se deseja receber nossos artigos em sua caixa de email de forma totalmente gratuita, aproveite e coloque seu email abaixo:

Cadastre seu Email:


Delivered by FeedBurner

0 comentários:

Enviar um comentário

Seus comentários são importantes para o blog. Deixe sua apreciação negativa ou positiva, mas não seja neutro.

Reservo-me no direito de não publicar comentários anónimos, caso entenda como necessário ou qualquer outro tipo de comentários que saia da orientação do blog.
Qualquer tipo de comentários que traga linguagem abusiva ou ofensiva de igual modo serão descartados.