quarta-feira, 30 de junho de 2010

As Montanhas Nossas de Cada Dia! A Sua Qual é?







“Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que foi feito à figueira, mas até se a este monte disserdes: Ergue-te, e precipita-te no mar, assim será feito; E, tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis.” (Mt.21.21,22).


Certamente cada um de nós temos em nossas vidas montanhas e maioria das vezes, apenas nos encontramos à sombra dela, essas podem ser muitas, alguns exemplos: 
  • Um hábito ou um vício que nos destroi 
  • Uma falha de caráter 
  • Um casamento em crise
  •  Mau relacionamento com os filhos
  • Um emprego que não gostamos
  • Um problema financeiro 
  • Uma incapacidade física, etc
Qual é a nossa montanha irremovível? Será que estamos à sombra dela há tanto tempo que já nos habituamos?
Conta-se uma história de uma irmã que tinha ouvido algo do género: Se tiverdes fé como um grão de mostarda direis a este monte passa daqui para lá e vos será feito. 
Então a irmã que possuía em frente de sua casa um monte, e como era muito praticante de tudo o que ouvia decidiu colocar em prática o sermão de Domingo e então orou: 
"Senhor peço-te que retires esta montanha em frente de minha casa, que perturba minha visão e a lances noutro lugar." 
A irmão depois de orar, abre os olhos e depara-se com a montanha, imagine, exactamente no mesmo lugar: Em frente à sua casa como sempre esteve. Então ela levanta sua voz e diz: "Eu bem sabia que esta montanha nunca sairia daqui"


Será que quando terminamos de orar, agimos e pensamos como esta irmã e dizemos: De que adianta? Minha montanha é grande demais e nunca sairá deste lugar, da minha vida nem que leve toda a vida a orar.


Preste atenção:
a)Nosso tempo de oração não deve ser gasto descrevendo os detalhes de nossa montanha para o Senhor - Ele a conhece e tem um propósito para a mesma.
b)Devemos direcionar nossa atenção em direcção d'Aquele que é capaz de mover montanhas.
c)Devemos acima de tudo focalizar nossa atenção na glória de Deus, no Seu poder e em Sua fidelidade.
d)Depois que começamos a andar pela fé, seguindo a orientação d'Ele, veremos a montanha a afastar-se.

A MAIOR MONTANHA, SABE QUAL É? A INCREDULIDADE
E muitas vezes o tem lançado no fogo, e na água, para o destruir; mas, se tu podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós, e ajuda-nos. E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê. E logo o pai do menino, clamando, com lágrimas, disse: Eu creio, Senhor! ajuda a minha incredulidade. Mc.9.22-24
É isso mesmo! Deus simplesmente nos deseja ensinar que as coisas maioria das vezes não acontecem por nossa falta de fé. Este pai desejava remeter de certa maneira seu problemas para o desejo de Jesus "Se tu podes fazer alguma coisa...", Ele não pode simplesmente fazer alguma coisa, Ele pode tudo. Crês tu nisso?

A ORAÇÃO QUE MOVE MONTANHAS
Nossas orações devem significar e ser mais do que a exposição de meros desejos ou caprichos, porém isso somente acontecerá se orarmos crendo, com um coração cheio de fé, um coração confiante em Suas promessas. Este é o tipo de oração que move montanhas.
Jesus não tinha o mínimo interesse em lançar montes nas profundezas do mar. Aqui, o termo montanha é usado em sentido figurado. 

CONHEÇA TRÊS MONTANHAS
1) UMA MONTANHA QUE ERA UM RIO
“E quando os que levavam a arca, chegaram ao Jordão, e os seus pés se molharam na beira das águas (porque o Jordão transbordava sobre todas as suas ribanceiras, todos os dias da ceifa),Pararam-se as águas, que vinham de cima; levantaram-se num montão, mui longe da cidade de Adão, que está ao lado de Zaretã; e as que desciam ao mar das campinas, que é o Mar Salgado, foram de todo separadas; então passou o povo em frente de Jericó. Porém os sacerdotes, que levavam a arca da aliança do SENHOR, pararam firmes, em seco, no meio do Jordão, e todo o Israel passou a seco, até que todo o povo acabou de passar o Jordão.” (Js.3.15-17).

Os israelitas estão acampados na margem do rio Jordão. Quarenta anos antes, eles haviam escapado miraculosamente do Egito. 
Durante uma geração haviam vagueado por um deserto árido e todas as suas necessidades haviam sido supridas por Deus. 
Agora avistavam Canaã, a Terra Prometida, mas tinham um grande problema: um rio no meio do caminho, sem saber como atravessá-lo. 
Deus poderia, com facilidade, fazer o rio baixar diante dos olhos deles. Ou lançar uma ponte até o outro lado. Contudo não o fez. Deus deu estranhas ordens a Josué, para que fossem transmitidas ao acampamento:
  1. Os oficiais ordenaram que o povo não tirasse os olhos da arca da aliança. Assim que os sacerdotes começassem a levá-la, deveriam segui-los.
  2. Josué diz ao povo que maravilhas iriam acontecer.
  3. Josué mandou os sacerdotes levarem a arca até a margem do rio, onde deveriam parar
Dê o Primeiro Passo:
Para isto é preciso coragem. Deus disse que providenciaria uma passagem seca pelo rio.
Talvez aquele fosse até o primeiro rio que vissem de perto. O rio Jordão não é muito manso na estação das cheias.
Deus não deu aos sacerdotes nenhuma prova, nenhuma evidência esmagadora, de que as águas iriam se abrir. 
Deus não agiu até que eles pusessem os pés na água, dando o primeiro passo de fé e de obediência. Só então Ele deteve o curso do rio. 
A fé que move montanhas só nos será concedida quando dermos o primeiro passo e seguirmos a orientação do Senhor.
Muitas vezes para com Deus agimos com a mesma dúvida que levou Tomé a pedir as provas para poder acreditar.
Não lhe bastou todos os ensinamentos de Jesus e nem a própria palavra dos restantes discípulos.
Na verdade somos muitas vezes "tardos de coração para crer..." (Lc.24:25)
Jesus não disse a Marta “se tu vires a glória de Deus tu crerás” mas sim “Se creres verás a glória de Deus” Jo.11.40
Haverá sem dúvida o momento em que nós temos que dar o primeiro passo depois de orar e isto logicamente requer fé. Foi isso que Deus disse a Moisés:
"Então disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem." (Êx.14:15)
Estamos sempre à espera que Deus nos abençoe primeiro, que Deus nos mostre a sua glória em primeiro lugar para que possamos agir com confiança. Isto não requer fé, mas sim provas.
Não esqueçamos que:
"...sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe, e que é galardoador dos que o buscam." (Hb.11:6)
Está em nós dar o primeiro passo em direcção a Deus com confiança, pois quem confia em Deus é recompensado.


2) UMA MONTANHA CHAMADA: FILHOS DE ENAQUE Nm.13
“O povo, porém, que habita nessa terra é poderoso, e as cidades fortificadas e mui grandes; e também ali vimos os filhos de Enaque.” Vers.28

Enquanto os filhos de Israel se encontravam acampados à margem da Terra Prometida, doze espias são enviados para explorá-la. 
Dez voltaram trazendo mais ou menos a seguinte notificação: "É inacreditável o tamanho das cidades, dos exércitos, dos gigantes. É melhor procurarmos outro lugar."
Calebe disse: "Certamente subiremos e a possuiremos em herança; porque seguramente prevaleceremos contra ela.” vers.30
Josué e Calebe disseram: E falaram a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: A terra pela qual passamos a espiar é terra muito boa. Se o SENHOR se agradar de nós, então nos porá nesta terra, e no-la dará; terra que mana leite e mel. Tão-somente não sejais rebeldes contra o SENHOR, e não temais o povo dessa terra, porquanto são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o SENHOR é connosco; não os temais. Nm.14.7-9
Que mensagem mais contraditória! Estariam eles a falar da mesma coisa? Quem estaria com a razão? Em quem você acreditaria, nos dois ou nos dez? 
Creio que ficaria com a notícia dos dez, que o Senhor perdoe minha incredulidade. Dez viram o tamanho da "montanha" e se acovardaram; apenas dois olharam para a suficiência de quem é Todo-Poderoso para mover montanhas e se dispuseram a seguir adiante.

Qual foi a recompensa da incredulidade?
E os homens que Moisés mandara a espiar a terra, e que, voltando, fizeram murmurar toda a congregação contra ele, infamando a terra, Aqueles mesmos homens que infamaram a terra, morreram de praga perante o SENHOR. Mas Josué, filho de Num, e Calebe, filho de Jefoné, que eram dos homens que foram espiar a terra, ficaram com vida. Nm.14.36-38


3) UMA MONTANHA CHAMADA GOLIAS 1Sm.17
Algumas considerações:
a) Para Onde o Povo olhava
Trazia na cabeça um capacete de bronze, e vestia uma couraça de escamas; e era o peso da couraça de cinco mil siclos de bronze. E trazia grevas de bronze por cima de seus pés, e um escudo de bronze entre os seus ombros. E a haste da sua lança era como o eixo do tecelão, e a ponta da sua lança de seiscentos siclos de ferro, e diante dele ia o escudeiro. Verss.5-7
Nem mais: o povo olhava para a estrutura e para o armamento. 

b) Por quarenta dias Golias se apresentava, afim de provar o povo de Israel:
Chegava-se, pois, o filisteu pela manhã e à tarde; e apresentou-se por quarenta dias. Vers.16
O número quarenta na bíblia está muito ligado à prova, à tentação e era isso que estava acontecendo e que poderá passar-se connosco: uma quarentena de lutas e provas. Para onde está olhando neste tempo?

c) Golias era temido por todos:
Porém todos os homens em Israel, vendo aquele homem, fugiram de diante dele, e temiam grandemente. vers.24

d) Mais alguns obstáculos desanimadores:
E, ouvindo Eliabe, seu irmão mais velho, falar àqueles homens, acendeu-se a ira de Eliabe contra Davi, e disse: Por que desceste aqui? Com quem deixaste aquelas poucas ovelhas no deserto? Bem conheço a tua presunção, e a maldade do teu coração, que desceste para ver a peleja. Vers.28
Porém Saul disse a Davi: Contra este filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu ainda és moço, e ele homem de guerra desde a sua mocidade. vers.33
Davi estava pronto a enfrentar esta "montanha, mas as notícias não eram nada animadoras.


Para Vencer Não Queira:
a) Viver da fé do Outro como Saul:
Então disse Saul a Davi: Vai, e o SENHOR seja contigo.vers.37
Durante nossa jornada cristã sempre encontrará sempre aqueles que gostam de viver por detrás da fé e das vitórias dos outros. Saúl era assim. Orava para que o Senhor fosse com Davi, mas não tinha fé suficiente para crer que Deus seria com ele, se ele desse o primeiro passo. 
Não viva pela fé dos outros, desenvolva a sua própria fé, ouvindo e praticando a Palavra de Deus. Se quer vencer e remover suas montanhas, então faça use daquilo que lhe pertence, exercendo sua própria confiança em Deus.

b)Não Queira Vestir as roupas do outro:
E Saul vestiu a Davi de suas vestes, e pôs-lhe sobre a cabeça um capacete de bronze; e o vestiu de uma couraça. E Davi cingiu a espada sobre as suas vestes, e começou a andar; porém nunca o havia experimentado; então disse Davi a Saul: Não posso andar com isto, pois nunca o experimentei. E Davi tirou aquilo de sobre si. Vers.38,39
Devemos desenvolver nossa própria relação com Deus a cada dia. Davi era um jovem habituado à funda e ao cajado e foi com esta experiência que ele foi à luta.


PORQUE E COMO DAVI VENCEU
a) Não tomou esta ofensa contra si, mas contra Deus
“Quem é, pois, este incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?” Vers.26


b) Olhava para o futuro, com os olhos da fé
“...assim será este incircunciso filisteu como um deles; porquanto afrontou os exércitos do Deus vivo.” vers.36b

c) Já tinha vivenciado outras experiências com Deus, sabia do que Deus era capaz
“O SENHOR me livrou das garras do leão, e das do urso; ele me livrará da mão deste filisteu” vers.37a

d) Não confiou na sua força, mas na força divina
“Tu vens a mim com espada, e com lança, e com escudo; porém eu venho a ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado. Hoje mesmo o SENHOR te entregará na minha mão, e ferir-te-ei, e tirar-te-ei a cabeça, e os corpos do arraial dos filisteus darei hoje mesmo às aves do céu e às feras da terra; e toda a terra saberá que há Deus em Israel; E saberá toda esta congregação que o SENHOR salva, não com espada, nem com lança; porque do SENHOR é a guerra, e ele vos entregará na nossa mão.” verss.45-47


COMO VENCER AS MONTANHAS NOSSAS DE CADA DIA?
Qualquer que seja a montanha em nosso caminho, qualquer que seja o obstáculo, qualquer que seja a dificuldade que nos imobilize, a oração feita com fé pode removê-los.

a) NÃO PRESTE DEMASIADA ATENÇÃO À MONTANHA
Este é o primeiro princípio: a fé vem pelo olhar para Deus. Ao nos depararmos com as dificuldades, estas podem-se tornar verdadeiras montanhas para nós.
Há pessoas que vivem apenas “apreciando” a montanha e gastam demasiado tempo nesta apreciação.  Não devemos dar demasiada importância à montanha, contudo quem assim age passa e encontra mais dificuldades, foi assim com Davi, foi assim com Josué e Calebe.

Não se esqueça que:
  • A montanha corta a nossa visão
  • A montanha faz sombra
  • A montanha é um obstáculo
b) NÃO ESCALE A MONTANHA
Querer escalar a montanha é perder forças desnecessariamente. Há pessoas que esgotam-se desnecessariamente olhando para os problemas.

c) DESTRUA A MONTANHA EM NOME DE JESUS
Assim acontece em certos lugares, quando as montanhas se tornam um impedimento à construção de estradas- As montanhas são destruidas e a paisagem é alterada e o caminho é aberto. Faça isso confiando em Deus. Não pelo nosso mérito e poder, mas pela força de Deus.

d)SIGA EM FRENTE EM NOME DE JESUS, PELA FÉ
Na medida em que caminhamos com Deus, Ele nos concede fé e mais fé.  À medida que andamos com Deus, nossa fé cresce, nossa confiança aumentará e nossa oração terá mais poder.
Lembra-se de Moisés em frente ao mar vermelho tendo o exército de Faraó por detrás? Qual foi a ordem dada a Moisés para transmitir ao povo: Que nadasse? Que lutasse contra o exército? Que não havia nada a fazer? NÃO, NÃO! Deus disse a Moisés: "...Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem."  (Êxodo 14 : 15)
Esta foi uma montanha que precisou ser vencida seguindo em frente pela fé na ordem divina.

e)DESCONFIE DE SI, MAS CONFIE EM DEUS
Transferindo o olhar do tamanho da montanha para a suficiência de quem pode movê-la e dando um passo à frente, em obediência, isto revelará confiança. Você não poderá confiar em suas forças e capacidades, mas pode confiar plenamente em Deus.
"Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do SENHOR nosso Deus." (Slm. 20:7)
"Ainda que um exército me cercasse, o meu coração não temeria; ainda que a guerra se levantasse contra mim, nisto confiaria." (Slm.27:3)


E então prezado irmão e amigo, já concluiu quem são ou o que são as suas montanhas? Está disposto a ultrapassá-las? Faça em nome de Jesus! 
Aproveite e deixe seu comentário relatando seu testemunho daquilo que Deus tem feito em sua vida ou que gostaria que Deus realizasse. Deus o abençoe ricamente em Cristo Jesus!

7 comentários:

  1. Graça e paz!

    Bela reflexão amado.

    Em Cristo,
    Luciano Vieira

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigado por sua presença em meu blog e por seu comentário. Fico feliz porque de alguma maneira serviu-lhe de edificação.

    Deus o abençoe.

    ResponderEliminar
  3. O teu blog é maravilgoso...continue assim.
    grato.
    konig

    ResponderEliminar
  4. Muito obrigado Koning por seu apreço e elogio.
    Vou me esforçar sim e com a ajuda de Deus creio ser possível.

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  5. Caro Duname,
    Graça e paz!

    Já estou seguindo seu blog, que por sinal é muito bom, além de inclui-lo em meu bloglist lá no Point Rhema!
    Obrigado pelo meu link aqui postado!

    Um grande abraço!

    Seu conservo em Cristo,
    Pr. Carlos Roberto

    ResponderEliminar
  6. Paz Prº Carlos Roberto. Para mim é uma enorme alegria tê-lo como seguidor deste meu simples blog. Só tenho a agradecer sua consideração que vindo de si é um grande regozijo.

    Um grande abraço, Deus o abençoe ricamente em Cristo Jesus

    ResponderEliminar
  7. Graça e paz Dumane!

    Convido vc para conhecer o meu blog ESCRITURA EM FOCO.

    Em Cristo,
    Luciano Vieira

    ResponderEliminar

Seus comentários são importantes para o blog. Deixe sua apreciação negativa ou positiva, mas não seja neutro.

Reservo-me no direito de não publicar comentários anónimos, caso entenda como necessário ou qualquer outro tipo de comentários que saia da orientação do blog.
Qualquer tipo de comentários que traga linguagem abusiva ou ofensiva de igual modo serão descartados.