quinta-feira, 13 de setembro de 2012

[Reflexão] "Hoje eu não fiz nada, QUERIDO"




10 Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis. 11 O coração do seu marido está nela confiado; 27 Está atenta ao andamento da casa, e não come o pão da preguiça. Provérbios 31.10.11a, 27

Reflexão:

Um homem chega a casa, depois de um dia de trabalho, e encontrou os seus três filhos a brincarem no jardim, ainda de pijama. Estavam sujos de terra, no meio de embalagens vazias de “take-away”.

A porta do carro da sua esposa estava aberta. A porta da frente de casa também.

O cão, não o veio receber como normalmente fazia.
Quando entrou em casa, deparou-se com mais e mais desarrumação.
A lâmpada da sala estava queimada, o tapete estava enrolado e encostado à parede.
Na sala de estar, a televisão estava ligada aos berros nuns desenhos animados quaisquer, e o chão estava atulhado de brinquedos e roupas espalhadas.
Na cozinha, o lava-louça estava a transbordar de pratos; ainda haviam restos do pequeno-almoço.
Na mesa, a porta do frigorífico estava aberta, havia comida de cão no chão e até um copo partido em cima do balcão. Já para não falar, que havia um montinho de areia perto da porta.
Assustado, ele subiu as escadas a correr, desviando os brinquedos espalhados e as peças de roupa suja.

- "Será que a minha mulher passou mal?" Pensou ele.
-
"Será que alguma coisa grave aconteceu?"

Depois ele viu um fio de água a correr pelo chão, que vinha da casa-de-banho.
Lá, ele encontrou mais brinquedos no chão, toalhas molhadas, sabonete líquido espalhado por toda parte e muito papel higiénico na sanita.
A pasta de dentes tinha sido usada e deixada aberta e a banheira transbordava de água e espuma.
Finalmente, quando entrou no quarto, ele encontrou a sua mulher ainda de pijama, na cama, deitada e a ler uma revista.

Ele olhou para ela completamente confuso, e perguntou:

-
"Mas que raio aconteceu aqui em casa? Porquê toda esta desarrumação?"

Ela sorriu e disse:
- "Todos os dia, quando chegas do trabalho, perguntas: Afinal de contas, o que fizeste o dia inteiro em casa?"

- "Bem... Hoje eu não fiz nada, QUERIDO!!!"


Nota Pessoal:
Esta ilustração revela que nem sempre valorizamos as coisas à nossa volta que fazem parte do nosso quotidiano.
No entanto, quando alguém as deixa de fazer, o mundo parece completamente transtornado.
Da próxima vez, tente valorizar sua esposa ou mesmo seu marido em relação a pequenos gestos e acções.

0 comentários:

Enviar um comentário

Seus comentários são importantes para o blog. Deixe sua apreciação negativa ou positiva, mas não seja neutro.

Reservo-me no direito de não publicar comentários anónimos, caso entenda como necessário ou qualquer outro tipo de comentários que saia da orientação do blog.
Qualquer tipo de comentários que traga linguagem abusiva ou ofensiva de igual modo serão descartados.