sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Porque Duvidamos do Amor de Deus ?



A) PORQUE NÃO O CONHECEMOS VERDADEIRAMENTE
2 Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, tu, ó terra; porque o SENHOR tem falado: Criei filhos, e engrandeci-os; mas eles se rebelaram contra mim. 3 O boi conhece o seu possuidor, e o jumento a manjedoura do seu dono; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende. (Isaías 1.2,3)
Conhecer Seus atributos: Sua fidelidade, Misericórdia, Imutabilidade, Justiça, Santidade é o caminho mais excelente para realmente conhecermos Deus, como Ele é.
No entanto, é necessário que este conhecimento adquirido vá além de um assentimento intelectual. É necessário que O conheçamos em todos os nossos caminhos:
"Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas."  (Prov 3:6)


B) PORQUE NÃO O AMAMOS VERDADEIRAMENTE
3 Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra. 4 Que te farei, ó Efraim? Que te farei, ó Judá? Porque a vossa benignidade é como a nuvem da manhã e como o orvalho da madrugada, que cedo passa. (Os 4.3,4)
Parece que Deus estava se queixando que o seu povo era de uma instabilidade enorme em seus sentimentos em relação a Deus. Quando somos instáveis em nossos sentimentos isso pode revelar muito acerca da nossa instabilidade quanto ao amor.


C) PORQUE TENDEMOS A COMPARAR O AMOR DE DEUS COM O AMOR DOS HOMENS
"Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?" (Núm 23:19)
"Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o SENHOR me recolherá."  (Salm 27:10 Comp.: Os 11.1,4,7-9)
Somos limitados em todos os nossos caminhos e pensamentos; E como não conhecemos outro agir que não o do Homem, então transportamos para Deus as características daquilo que conhecemos. Assim fizerem os gregos e os romanos para com os deuses de seu panteão.
Fazendo isso, acabamos por criar um deus à nossa imagem e semelhança. A Bíblia chama isso de IDOLATRIA - CUIDADO.


D) PORQUE ACHAMOS QUE DEUS NOS AMA PELO BEM QUE FAZEMOS OU PELO QUÃO BOM SOMOS
"Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores."  (Rom 5 : 8)
Isto é, enquanto nós nos portarmos bem e fizermos as coisas direitas Deus sempre nos amará. Seu amor supera tanto aquilo que somos como aquilo que fazemos, pois:
As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; (Lam 3.22)


E) PORQUE NÃO ESTAMOS DISPOSTOS A SOFRER POR ESTE AMOR
"Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta."  (I Cor 13:7)
"Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério."  (II Tm 4:5)
Um pensamento diz: "Amor rima com dor"
Eu creio que nosso maior perigo é esfriarmos no amor a Deus quando passamos pelas tribulações.
Sempre ficamos justificando e puxando dos galões quanto ao nosso nível de amor e sentamos Deus no sofá e O interrogamos:
"Porque não me amas? Pois se me amasses não permitirias que tais coisas acontecessem !"
Se olhássemos para a cruz de Cristo e para a dor do Calvário seríamos muito mais ponderados neste tipo de argumentações.


F) PORQUE DEPENDEMOS DE NÓS MESMOS PARA AMAR A DEUS
"E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado."  (Rom 5:5)
Amar a Deus não é uma tendência dos bons corações. Jamais deveríamos dizer:
"Tal pessoa é boa porque ama a Deus" mas sim, "Tal pessoa ama a Deus porque Deus é bom"

Acima de tudo o nosso amor a Deus surge na obra gloriosa do Espírito Santo. Quando deixamos de ser renovados em nossa vida pela acção do Espírito Santo, ficamos à beira do precipício bastando apenas uma pequena aragem para nos empurrar em direcção ao desfiladeiro da morte.
Quanto ao amar a Deus nós precisamos de confiar mais neste amor que é derramado pelo Espírito Santo do que em nosso senso de segurança. Talvez o melhor exemplo para exemplificar seja o de Pedro.
Pedro confiava tanto em si, quanto ao amar a Jesus, que estaria longe de imaginar que O negaria, pouco tempo depois.
Não fosse o olhar amoroso de Jesus e Suas palavra diz aos discípulos e a Pedro, creio que este jamais se restituiria:
"Mas ide, dizei a seus discípulos, e a Pedro, que ele vai adiante de vós para a Galiléia; ali o vereis, como ele vos disse." (Mc 16:7)

E você leitor, já tem duvidado do amor de Deus?

1 comentário:

  1. Dios les continue bendiciendo.
    Les dejo un saludo afectuoso de El Salvador Centroamerica, desde mi blog www.creeenjesusyserassalvo.blogspot.com

    ResponderEliminar

Seus comentários são importantes para o blog. Deixe sua apreciação negativa ou positiva, mas não seja neutro.

Reservo-me no direito de não publicar comentários anónimos, caso entenda como necessário ou qualquer outro tipo de comentários que saia da orientação do blog.
Qualquer tipo de comentários que traga linguagem abusiva ou ofensiva de igual modo serão descartados.