quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

JESUS - O Presente de Deus



PENSANDO EM JESUS COMO UM PRESENTE DE DEUS

A) UM PRESENTE SEMPRE ENVOLVE MISTÉRIO / SURPRESA
O factor surpresa é algo que nos deixa com uma inquietação enorme.
O que está debaixo daquele papel de embrulho? O que está dentro daquela enorme ou pequena caixa?
Muitos vezes o factor “mistério” sabe melhor do que o presente.
Com Jesus não seria diferente. Embora muitos aguardassem a vinda do Messias, no entanto o momento de seu nascimento, estava em segredo para muitos.
Para Herodes, foi assim:
3 E o rei Herodes, ouvindo isto, perturbou-se, e toda Jerusalém com ele. 4 E, congregados todos os príncipes dos sacerdotes, e os escribas do povo, perguntou-lhes onde havia de nascer o Cristo. (Mateus 2.3,4)

A Palavra de Deus testifica que homem natural não pode compreender os mistérios de Deus (1ª Corintios 2:9-15)


B) UM PRESENTE SEMPRE ENVOLVE ALEGRIA
Quando Jesus nasceu envolveu alegria:
"E terás prazer e alegria, e muitos se alegrarão no seu nascimento,"  (Lucas 1:14)
"E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo:"  (Lucas 2:10)
"Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas outra vez vos verei, e o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará."  (João 16:22)


C) UM PRESENTE SEMPRE ENVOLVE QUEM DÁ E QUEM RECEBE
"Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele."  (João 3:17)
Jesus Cristo foi o presente de Deus para a humanidade. Temos o privilégio de receber de Deus tal dádiva.


D) UM PRESENTE SEMPRE ENVOLVE “NOVIDADE”
45 Filipe achou Natanael, e disse-lhe: Havemos achado aquele de quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José. 46 Disse-lhe Natanael: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré? Disse-lhe Filipe: Vem, e vê. (João 1.45,46)

Se recebermos este PRESENTE DE DEUS - JESUS CRISTO, receberemos muitas outras novidades. Eis algumas:

  • Um novo cântico (Salmo 40.3)
  • Nova Vida (Romanos 6.4)
  • Novo Caminho em Cristo (Hebreus 10.20)
  • Novo Nome (Apocalipse 2.17; 3.12)

e) UM PRESENTE ENVOLVE CUSTO
Por vezes, mesmo pequenas coisas, para quem oferece pode significar muito em termos de custo, dependendo da situação financeira no momento.
Há quem afirme que o céu ficou mais pobre quando Jesus nasceu. A nossa redenção custou caro:
"O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo."  (1ª Timóteo 2:6)
Nós dizemos: A salvação é de graça, mas no fundo não é! Teve um preço que já foi pago por alguém – Jesus Cristo:
Agimos como crianças que entram no supermercado e podem levar qualquer coisa, pois é de graça:
18 Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, 19 Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, (1ª Pedro 1.18,19)

Sabemos que temos tendência de desvalorizar as coisas quando não sabemos o quanto custou. Há pessoas que são capazes de comprar um mesmo artigo numa loja mais cara porque consciencializam que se pagaram mais logo, é melhor.


F) UM PRESENTE ENVOLVE COMPROMISSO
Geralmente quando alguém nos oferece algo, em determinado momento, nós pela força das circunstâncias também sentimos que o devemos fazer em outra altura. Nós devemos sentir compromissados com Deus, por havermos recebido este presente - Jesus Cristo.
A Paulo foi lhe anunciado o Evangelho e agora ele diz:
“Ai de mim se não anunciar...” (1ª Corintios 9.16)


G) UM PRESENTE PODERÁ ENVOLVER UM PEDIDO
Não são raras as vezes que são os filhos a pedirem aos pais o que desejavam receber de oferta em determinada situação.
Eu próprio, sempre que chegava a altura dos anos e do natal sempre pedia durante anos a mesma coisa – Jogos para a consola (Video games). Minha mãe embora contrariada sempre oferecia o que pedia, pois sabia que se me desse outra coisa, eu a receberia com tristeza. Ela preferia ficar com a tristeza do que me ver triste a receber uma oferta não desejada.
Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem? (Mateus 7.11)
Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. (Mateus 18.19)
E, tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis. (Mateus 21.22)
Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis. (Marcos 11.24)
13 E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. 14 Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei. (João 14.13,14)
7 Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito. 16  Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda. (João 15.7,16; 16.23,26)
E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. (Romanos 8.26)
E qualquer coisa que lhe pedirmos, dele a receberemos, porque guardamos os seus mandamentos, e fazemos o que é agradável à sua vista. (1Jo 3.22)
Isto não significa que receberemos sempre tudo o que desejamos, pois Deus é Soberano e Ele conhece o melhor para cada um de nós.


H) UM PRESENTE NÃO VEM PELA IMPOSIÇÃO DE QUEM O RECEBE
Isso poderá acontecer no campo terreno e em nossas relações humanas; entre pais e filhos, mulher e esposa etc, mas no plano espiritual as coisas são processadas de forma diferentes.
Deus não nos concede alguma bênção porque nós exigimos ou “batemos pé”, mas tudo o que recebemos d'Ele, mesmo que haja petição de nossa parte é recebido por sua infinita graça. Não porque merecemos, não porque nos portamos bem, mas pela Sua infinita misericórdia.
"Vós tudo perverteis, como se o oleiro fosse igual ao barro, e a obra dissesse do seu artífice: Não me fez; e o vaso formado dissesse do seu oleiro: Nada sabe."  (Isaías 29:16)
"Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer."  (Jeremias 18:4)
33 Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! 34 Porque, quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro? 35 Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? (Romanos 11:35,34)


I) UM PRESENTE ENVOLVE SENTIMENTOS
Há presentes que envolve bons e maus sentimentos. Há presentes que envolve boas e más recordações.
16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (Jo 3.16)
1 VEDE quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. 16 Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos. 18 Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade. (1Jo 3.1,16,18)


G) UM PRESENTE DEVERÁ ENVOLVER GRATIDÃO DE QUEM O RECEBE
Talvez todos nós já passamos pela experiência de oferecer alguma coisa a alguém e talvez por esquecimento a pessoa que recebeu não agradeceu. Isso traz frustração e vontade não mais ofertar. Não será? E quanto mais sacrifício for aplicado na oferta, maior a frustração.
Muitas vezes nós não somos gratos a Deus, mesmo pelas coisas mais comuns e básicas da vida. Devemos ser gratos por todas as coisas até pelas mais pequenas e mais comuns. Muitas vezes nossa atenção prende-se com o tamanho do embrulho.
"Arraigados e edificados nele, e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, nela abundando em ação de graças."  (Col 2:7)

Não nos esqueçamos de sempre dar graças a Deus Pai pelo presente maravilhoso - JESUS CRISTO:
"... Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. Amém."  (Apoc 7:12)

0 comentários:

Enviar um comentário

Seus comentários são importantes para o blog. Deixe sua apreciação negativa ou positiva, mas não seja neutro.

Reservo-me no direito de não publicar comentários anónimos, caso entenda como necessário ou qualquer outro tipo de comentários que saia da orientação do blog.
Qualquer tipo de comentários que traga linguagem abusiva ou ofensiva de igual modo serão descartados.