terça-feira, 7 de maio de 2013

Cristãos Maduros - Porque Precisamos Deles?


1. Precisamos de cristãos mais maduros, porque somente estes percebem o valor da oração e orarão por nosso amadurecimento espiritual
"E rogo-vos, irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo e pelo amor do Espírito, que combatais comigo nas vossas orações por mim a Deus;" (Rm 15:30)

Alguém que não seja maduro na fé, não possui um compromisso de orar, nem entende os efeitos da oração.
"… A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos."  (Tg 5:16)
Os maduros na fé, amadureceram, chegaram à maturidade tendo por base, exatamente a comunhão com Deus, tendo por meio a oração. Os imaturos, apresentarão solução meramente humanistas e sentimentalistas. Os maturos, levarão o seu caso a Deus.


2. Precisamos de cristãos mais maduros, porque somente estes, possuem a capacidade de suportar nossas fraquezas, pois somos imaturos.
1  MAS nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos. 2  Portanto cada um de nós agrade ao seu próximo no que é bom para edificação. 3  Porque também Cristo não agradou a si mesmo, mas, como está escrito: Sobre mim caíram as injúrias dos que te injuriavam. Rom 15.1-3
"IRMÃOS, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado."  (Gl 6:1)
Paulo, não fala com todos, fala apenas com os espirituais, com os maduros na fé.
Os maturos ou maduros, chegaram a esta posição não porque são ou sempre foram fortes, desde o início de sua jornada, mas sim porque aprenderam muito com as suas próprias fraquezas e continuam a aprender com as mesmas.
Os maturos reconhecem e confessam todas as suas fraquezas. Precisamos de nos juntar a pessoas como estas para que a nossa própria fraqueza não seja absorvida, exposta pela força dos supostamente fortes.
"Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus,"  (II Cor 3:5)


3. Precisamos de cristãos mais maduros, porque somente estes possuem a espiritualidade de nos perdoar, quando falhamos, em vista de nossa imaturidade.
Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo. Ef 4.32
Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. Cl 3.13
Um ponto da maturidade cristã é ter a capacidade de perdão. O cristão o faz porque sabe aquilo que era e aquilo que continua a ser diante de Deus: Um miserável pecador.
O crente maduro não se retrata em sua forma de ser em relação aos outros, mas diante de um Deus Santo e puro de olhos que, não sendo por meio de Jesus Cristo, o destruiria em Sua ira.



4. Precisamos de cristãos mais maduros, porque somente estes nos irão instigar à santidade
“… Não me aborreço de escrever-vos as mesmas coisas, e é segurança para vós. Flp 3.1
"Por isso não deixarei de exortar-vos sempre acerca destas coisas, ainda que bem as saibais, e estejais confirmados na presente verdade."  (II Pedro 1 : 12)
  • Eles nos exortarão à vinda de Cristo

5  Porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas. 6  Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, e sejamos sóbrios; 11  Por isso exortai-vos uns aos outros, e edificai-vos uns aos outros, como também o fazeis. 1Tess 5.5,6,11
  • Eles nos lembrarão os valores espirituais

"FINALMENTE, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus, que assim como recebestes de nós, de que maneira convém andar e agradar a Deus, assim andai, para que possais progredir cada vez mais."  (I Tess 4:1)
  • Eles se preocuparão não apenas com nossa saúde, assim como nossa alma

"Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma."  (III Jo 1:2)


5. Precisamos de cristãos mais maduros, porque somente estes nos alertarão quanto à corrupção do mundo
"Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes."  (I Cor 15:33)
Se as más conversações, corrompem os bons costumes. O que dizer das boas conversações?
Não somente conservam os bons costumes, como nos leva a despertá-los em nós.
Infelizmente os carnais procurarão os carnais, a menos que se arrependam do caminho o qual estão trilhando.
"A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção;"  (Rom 2:7)
"Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo."  (II Pd 1:4)


6. Precisamos de cristãos mais maduros, porque somente estes não nos abandonarão nos momentos críticos
Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado. 2 Tm 4.16 Comp.:
Eis que chega a hora, e já se aproxima, em que vós sereis dispersos cada um para sua parte, e me deixareis só; mas não estou só, porque o Pai está comigo. Jo 16.32

Paulo contou com alguns irmãos para o irem visitar à cadeia. Outros se envergonharam dele:
"Portanto, não te envergonhes do testemunho de nosso SENHOR, nem de mim, que sou prisioneiro seu; antes participa das aflições do evangelho segundo o poder de Deus,"  (II Tim 1:8)
"Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia."  (II Tim 4:10)


7. Precisamos de cristãos mais maduros, porque somente estes possuem mais um lugar para nos acolher
"Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus."  (Rm 15:7)
Pessoas orgulhosas, imaturas são elitistas. São eles que procuram quem são seus amigos, por uma questão de interesse e proveito meramente pessoal:
"Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;" (I Cor 13:5)
"Estes são murmuradores, queixosos da sua sorte, andando segundo as suas concupiscências, e cuja boca diz coisas mui arrogantes, admirando as pessoas por causa do interesse." (Jd 1:16)

Os verdadeiros cristãos, maturos, eles sempre se abrirão a acolher alguém no seu círculo de amizade espiritual. Não nos aceitarão por aquilo que temos, mas pelo desejo em comum de querer servir ao Senhor:
1 MEUS irmãos, não tenhais a fé de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor da glória, em acepção de pessoas. 2 Porque, se no vosso ajuntamento entrar algum homem com anel de ouro no dedo, com trajes preciosos, e entrar também algum pobre com sórdido traje, 3 E atentardes para o que traz o traje precioso, e lhe disserdes: Assenta-te tu aqui num lugar de honra, e disserdes ao pobre: Tu, fica aí em pé, ou assenta-te abaixo do meu estrado, Tg 2.1-3


8. Precisamos de cristãos mais maduros, porque somente estes medem suas atitudes, suas palavras, suas decisões pensando em nós - Imaturos
"Acolhei ao que é débil na fé..." (Rm 14.1).
"...e a consciência destes, por ser fraca..." (1 Co 8.7) 

Dizem alguns, que pensam que são maduros:
“Não quero saber o que os outros pensam”

“Não me importo se isso escandaliza ou não os outros”
“O que me importa é a minha vida”
Até que ponto vai a nossa liberdade? Leia com atenção os textos abaixo:
9 Mas vede que essa liberdade não seja de alguma maneira escândalo para os fracos. 11 E pela tua ciência perecerá o irmão fraco, pelo qual Cristo morreu. 12 Ora, pecando assim contra os irmãos, e ferindo a sua fraca consciência, pecais contra Cristo. 13  Por isso, se a comida escandalizar a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que meu irmão não se escandalize. (I Cor 8:9,11-13)

E ainda leia:
14 Eu sei, e estou certo no Senhor Jesus, que nenhuma coisa é de si mesma imunda, a não ser para aquele que a tem por imunda; para esse é imunda. 15  Mas, se por causa da comida se contrista teu irmão, já não andas conforme o amor. Não destruas por causa da tua comida aquele por quem Cristo morreu. 16  Não seja, pois, blasfemado o vosso bem; 17 Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. 18 Porque quem nisto serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens. 19 Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros. 20  Não destruas por causa da comida a obra de Deus. É verdade que tudo é limpo, mas mal vai para o homem que come com escândalo. 21 Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça. 22 Tens tu fé? Tem-na em ti mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova.23  Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado. Rom 14.14-23

Se eu de forma liberada faço algo que pode trazer escândalo ao meu irmão eu simplesmente pela consciência do outro, não minha, não devo fazer. Por esta razão Paulo diz:
23 Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam [o próximo]. 24 Ninguém busque o proveito próprio; antes cada um o que é de outrem. 1Cor 10.23,24

E ainda … :
"Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo." (Flp 2:3)

Isto é algo muito sério, que temos que aprender a lidar. Seremos julgados por isso: A forma como desprezamos, pela nossa satisfação, prazer, vontade, as consciência dos outros. Deus nos julgará.
O conselho de Paulo é muito claro. É um dever cristão pensar em tudo, não como nos afeta, mas também como afeta a outros.

E você tem se comportado como um crente maduro? Tem se rodeado de pessoas maduras na fé? 


2 comentários:

  1. A minha melhor leitura hoje foi este texto.
    Excelente conjunto para uma reflexão profunda dos nossos atos.
    Parabéns pelo texto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Graça e Paz Pats.
      Fico muito abençoado e louvo a Deus por isso.
      Muito obrigado por sua passagem no blog e por se dar ao trabalho de deixar seu testemunho.
      Um abraço

      Eliminar

Seus comentários são importantes para o blog. Deixe sua apreciação negativa ou positiva, mas não seja neutro.

Reservo-me no direito de não publicar comentários anónimos, caso entenda como necessário ou qualquer outro tipo de comentários que saia da orientação do blog.
Qualquer tipo de comentários que traga linguagem abusiva ou ofensiva de igual modo serão descartados.