terça-feira, 22 de junho de 2010

Desejos e Efeitos - Os Desejos Que Nos Conduz às Lágrimas - II Parte


7 E assim fazia ele de ano em ano. Sempre que Ana subia à casa do SENHOR, a outra a irritava; por isso chorava, e não comia. 8  Então Elcana, seu marido, lhe disse: Ana, por que choras? E por que não comes? E por que está mal o teu coração? Não te sou eu melhor do que dez filhos? 10 Ela, pois, com amargura de alma, orou ao SENHOR, e chorou abundantemente. (I Sm.1:7,8,10)
Ter filhos ou não ter filhos hoje em nossos dias pode ser ou não uma questão que passa por preferências pessoais e escolhas que podem estar dentro de um plano, um projecto familiar. Todavia nem sempre foi assim. Toda a mulher judia, sentia-se realizada em casar e ter filhos. 
Esta mulher, Ana, pelo grande desejo que tinha de ter um filho e este não ser realizado isto levou-a às lágrimas. Há quem diga que chorar lava a alma, porém esta mulher ao chorar derramou toda a sua tristeza e alma diante de Deus.
Ela chorava porque se achava em inferioridade em relação a Penina.  Isso sem dúvida envolvia sentimentos de disputa e rivalidade entre ambas as mulheres. Creio também que quando também há este tipo de sentimentos em nossos corações Deus não se compraz em responder, pois estes tipo de sentimentos não são correctos diante de Deus.
É notório que quando ela deixa esses sentimentos e mudo o sentido da oração, Deus a atende:
E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao SENHOR o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha. 1Samuel 1.11.

Notamos a diferença? Ela fez um voto, ela queria um filho, mas o consagrou de imediato a Deus. Ou seja, Já não queria um filho por competição, por se sentir inferior, mas para poder de alguma maneira entregá-lo a Deus. Deus escutou sua oração.
Depois que o Senhor concedeu seu desejo, sua oração foi de alegria e vitória pois disse:
26  E disse ela: Ah, meu senhor, viva a tua alma, meu SENHOR; eu sou aquela mulher que aqui esteve contigo, para orar ao SENHOR. 27  Por este menino orava eu; e o SENHOR atendeu à minha petição, que eu lhe tinha feito. 28  Por isso também ao SENHOR eu o entreguei, por todos os dias que viver, pois ao SENHOR foi pedido. E adorou ali ao SENHOR. 1Samuel 1.26-28

Nós não devemos chorar porque nos achamos menos do que os outros que aparentemente ou não possuem mais do que nós, mas sim devemos chorar as nossas misérias e tentar ser no amanhã, melhor do que fomos para Deus no dia de hoje.
O avaliar do Senhor em relação a ser mais ou menos não é medido na mesma escala do que a nossa. Nunca vemos Jesus fazer comparações entre duas pessoas em relação a isto mesmo. Ele sempre procurou trazer cada pessoa à sua própria realidade.
Mesmo entre os discípulos chegou a haver rivalidades neste aspecto de quem seria o maior entre eles (Lc.9:46-48), porém Jesus não respondeu pessoalmente a cada um quem era o maior, mas deu a todos “a receita” para tornarem-se grandes no Reino de Deus

Reflitamos:
a) O choro dos salvos é diferente pois pode durar uma noite mas a alegria vem pela manhã, o Senhor é Aquele que pode converter nossa tristeza em alegria(Slm.30:5, Jo.16:20).

b) As lágrimas dos salvos não se perdem, ou seja, não são em vão porque diz a palavra do Senhor que Ele as guarda “num reservatório” e as regista no seu livro (Slm.56:8) 

c) Jesus diz que são bem aventurados os que choram porque eles serão consolados (Mt.5:4)

d) No nosso choro de falta de confiança e fé o Senhor pergunta-nos “porque chorais?” (Mc.5:39, Lc.8:52)


Deus Nos Concede Muito Mais...

A palavra de Deus diz: "Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera,"  (Efésios 3 : 20)




Aprendemos com Ana, que pelo facto de seus sentimentos tornarem-se corretos diante de Deus e não se ter revoltado contra Deus, Deus a concedeu muito mais do que aquilo que ela pediu, pois:


Visitou, pois, o SENHOR a Ana, que concebeu, e deu à luz três filhos e duas filhas; e o jovem Samuel crescia diante do SENHOR. 1Samuel 2.21

Ana pediu e orou por um filho, Deus a concedeu cinco vezes mais. Em Ana cumpriu-se o que diz o 
Salmos 113:9: "Faz com que a mulher estéril habite em casa, e seja alegre mãe de filhos. Louvai ao SENHOR."
Não permitamos que nossos desejos nos afaste de Deus, mas que nos possamos convergir para Ele cada vez mais porque Ele nos abençoará como somente Ele pode e sabe.

Nós até maioria das vezes nem sabemos pedir como convém, mas o Espírito Santo torna-se nosso intercessor diante de Deus Pai.
"E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis."  (Romanos 8 : 26)



Conclusão:
 Prezado amigo e leitor você tem sido levado a chorar porquê? Tem se achado inferior a alguém por diversas razões? Deseja alcançar algo e não tem conseguido? Não se revolte contra Deus!


Aprendemos com Ana que ela mudou o rumo de seu coração direccionando seu desejo ao desejo de Deus. Faça da vontade de Deus a sua vontade.
Experimente colocar seus desejos em avaliação diante de Deus, espere n'Ele e Ele tudo fará.
Que Deus nos possa abençoar ricamente!

0 comentários:

Enviar um comentário

Seus comentários são importantes para o blog. Deixe sua apreciação negativa ou positiva, mas não seja neutro.

Reservo-me no direito de não publicar comentários anónimos, caso entenda como necessário ou qualquer outro tipo de comentários que saia da orientação do blog.
Qualquer tipo de comentários que traga linguagem abusiva ou ofensiva de igual modo serão descartados.