quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Um Rei - Cuidado Com as Imitações Parte 2-3

]Fonte[
PEDIR UM REI (1Sm. 8)

Interessantemente este desejo foi algo que Deus havia revelado a Moisés:
"Quando entrares na terra que te dá o SENHOR teu Deus, e a possuíres, e nela habitares, e disseres: Porei sobre mim um rei, assim como têm todas as nações que estão em redor de mim;"  (Dt. 17:14)

Por diversas vezes Deus alertava o seu povo afim de que esse não imitasse as demais nações em seu modo de vida e prática:
"Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações."  (Deut. 18:9)
"Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o SENHOR teu Deus não permitiu tal coisa."  (Deut. 18:14)
"Para que não vos ensinem a fazer conforme a todas as suas abominações, que fizeram a seus deuses, e pequeis contra o SENHOR vosso Deus."  (Deut. 20:18)
"Para que não entreis no meio destas nações que ainda ficam convosco; e dos nomes de seus deuses não façais menção, nem por eles façais jurar, nem os sirvais, nem a eles vos inclineis,"  (Js. 23:7)

Quando o povo de Israel pediu um rei, os seus argumentos foram:
"como o têm todas as nações." (v.5)
E nós também seremos como todas as outras nações; e o nosso rei nos julgará, e sairá adiante de nós, e fará as nossas guerras. (v.20)
Hoje ouvimos muito: "Os outros também fazem, porque nós não podemos", "Porque havemos ser diferentes?".
Não entendem a necessidade desta diferença, porque não entendem que o Deus dos Céus e da terra é realmente Deus sobre deuses e Rei sobre reis.

O povo havia esquecido, tudo aquilo que Deus tinha feito, aquando a sua saída do Egipto, em que eles nada necessitaram fazer para derrubar Faraó.
O povo havia esquecida das inúmeras batalhas em que o Senhor havia pelejado por eles, nomeadamente contra a grande e fortificada cidade de Jericó. Deus sempre mostrou-se disponível a lutar por eles:
"O SENHOR pelejará por vós, e vós vos calareis."  (Êx. 14:14)
"O SENHOR vosso Deus que vai adiante de vós, ele pelejará por vós, conforme a tudo o que fez convosco, diante de vossos olhos, no Egito;"  (Dt. 1:30)
"Subia, pois, este homem, da sua cidade, de ano em ano, a adorar e a sacrificar ao SENHOR dos Exércitos em Siló; e estavam ali os sacerdotes do SENHOR, Hofni e Finéias, os dois filhos de Eli."  (1Sm. 1:3)

Como um homem fiel se sente? Triste! Tristeza foi com certeza algo que não faltou no coração de um homem de Deus, como Samuel
Porém esta palavra pareceu mal aos olhos de Samuel, quando disseram: Dá-nos um rei, para que nos julgue. E Samuel orou ao SENHOR. (v.6)

Como Deus se sentiu? Rejeitado
7 E disse o SENHOR a Samuel: Ouve a voz do povo em tudo quanto te dizem, pois não te têm rejeitado a ti, antes a mim me têm rejeitado, para eu não reinar sobre eles. 8 Conforme a todas as obras que fizeram desde o dia em que os tirei do Egito até ao dia de hoje, a mim me deixaram, e a outros deuses serviram, assim também fazem a ti. (vss.7,8)

Todo o líder fiel a Deus que vê o povo a desejar o que existe de errado nas "outras nações"[congregações], não duvido que sente uma enorme tristeza, pesar, restando-o apenas levar a Deus esta luta.

Podemos ver que Deus até concedeu, mas esta concessão, serviu para condenação do povo:
Após Samuel declarar as consequências desta escolha(vss. 11-17), a maior desgraça é que eles seriam(por sua primeira escolha), abandonados por Deus:
Então naquele dia clamareis por causa do vosso rei, que vós houverdes escolhido; mas o SENHOR não vos ouvirá naquele dia.(v.18)

Mesmo assim, sabendo que iriam ser rejeitados por Deus, condenados por suas atitudes, não mudaram de opinião. Conseguimos perceber isso? Certamente que sim! Quantos vezes nós não temos desejado aquilo que o mundo, os incrédulos possuem?
Porém o povo não quis ouvir a voz de Samuel; e disseram: Não, mas haverá sobre nós um rei. (v.19)

O meu receio em tudo isso é que eu vejo neste povo um retrato daquilo que sou em meu coração. Mesmo sabendo o que deverei fazer, prefiro levar minha opinião, meu gosto, meu prazer adiante. "Depois... logo se vê", "Deus achará uma forma de contornar a situação difícil". Que Deus tenha misericórdia de mim, que Deus tenha misericórdia de nós. Quando duro de coração nós somos. Parece que nos dias de Jesus, esta dureza ainda existia[continua a existir]:
"Porque o coração deste povo está endurecido, E ouviram de mau grado com seus ouvidos, E fecharam seus olhos; Para que não vejam com os olhos, E ouçam com os ouvidos, E compreendam com o coração, E se convertam, E eu os cure."  (Mt. 13:15)
"Pois não tinham compreendido o milagre dos pães; antes o seu coração estava endurecido."  (Mc. 6:52)
"E Jesus, conhecendo isto, disse-lhes: Para que arrazoais, que não tendes pão? não considerastes, nem compreendestes ainda? tendes ainda o vosso coração endurecido?"  (Mc. 8:17)
E ele lhes disse: Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! (Lc. 24.25)

Há muitas "igrejas" que são governadas pelos homens e não por Deus. Dentro destes templos o homem é rei e não Deus. Em muitas congregações tem sido o povo quem mais governa.
"Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR!"  (Jr. 17:5)

Tenho visto "crentes" que são capazes de partir quase para a luta se falam mal do pastor A ou B, mas dificilmente reagem com a mesma disposição se alguém fala mal de Jesus na rua, televisão, rádio, internet etc. Isso demonstra claramente o poder do homem na vida do homem. Onde fica Cristo? Qual é o seu lugar, na vida destas pessoas? Ele tem sido Rei em nossa vida e coração?
"Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. Amém."  (1Tm. 1:17)


Se gostou deste artigo considere a possibilidade de receber  outros artigos em sua caixa de email. Subscreva Reflexões Bíblicas.

0 comentários:

Enviar um comentário

Seus comentários são importantes para o blog. Deixe sua apreciação negativa ou positiva, mas não seja neutro.

Reservo-me no direito de não publicar comentários anónimos, caso entenda como necessário ou qualquer outro tipo de comentários que saia da orientação do blog.
Qualquer tipo de comentários que traga linguagem abusiva ou ofensiva de igual modo serão descartados.