terça-feira, 13 de setembro de 2011

"Eu Não Curto Jesus"


]Fonte[
JESUS NÃO É PARA SER CURTIDO, MAS AMADO
Uma das coisas que muitas vezes encontramos nas várias redes sociais, são muitíssimassssssss palavras de amor, carinho, respeitabilidade pelos outros. Ora ser simpático para alguém que eu nem sequer conheço na realidade não é tão difícil assim.
Difícil mesmo é amar pessoas que lidam comigo várias horas por dia, que ferem meu "orgulho pessoal", pisam-me os pés, etc, etc Isso é que é mesmo muito difícil.
A verdade é que nem sempre as palavras de amor e apreço correspondem à verdade.
Com isso quero dizer que "curtir" a Jesus é muito fácil, amá-Lo já exige muitíssimo mais de mim. Será que me compreendem?
Este amor revela-se na guarda de Seus mandamentos:
"Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele."  (João 14:21 comp.: 23,24)
Eu não posso amá-Lo se não concordar com um ou outro "ponto de vista" de Jesus, posso fazer isso com qualquer pessoa, mas não com Jesus.


JESUS NÃO É PARA SER CURTIDO, MAS REVERENCIADO
Tenho lido alguma coisa em determinados lugares como blogs, redes sociais e não é raro encontrar piadas sobre Jesus, mesmo elaboradas por cristãos.
Dificilmente aceitamos piadas que tem como alvo, centro nossos pais, irmãos, mas a verdade é que somos muito mais complacentes, condescendentes quando se trata de Jesus. Rir com Jesus é uma coisa, rir de Jesus é outra.
Jesus, é o nome sobre todo o nome e é necessário que haja toda a reverência e respeito, falo como a cristãos, quando se fala d'Ele e n'Ele.



JESUS NÃO É PARA SER CURTIDO, MAS PARA SER SEGUIDO
Será que hoje, Jesus aceitaria seguidores apenas num estilo puramente virtual. De que forma isso seria levar o Seu jugo?
De que forma isso nos colocaria num santo choque com outras personalidades de seus outros seguidores?
Sem dúvida que é mais fácil seguir a Jesus virtualmente do que segui-Lo diariamente. Admiro-me como já existem igrejas virtuais em que é "obrigatório" ouvir uns quantos sermões e claro enviar os dízimos.
E que tal enviar dízimos virtuais, já que a igreja é virtual também? Será que aceitarão o meu dinheiro do farmville?
Digo novamente: Jesus não é para ser curtido, mas sim ser seguido. Coisas que poderão significar extremos.
Eu posso ter curtido alguém no facebook, mas levar dias, meses para voltar ao seu perfil ou mural e ver suas últimas actualizações.
"E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me."  (Lucas 9:23)


SEGUIR JESUS À DISTÂNCIA DE UM CLICK
A determinado momento Pedro deixou de seguir a Jesus para curti-LO. Curtir pode ser sinónimo de distância não somente geográfica mas física ou mesmo sentimental.
A Palavra de Deus demonstra que Pedro não deixou de seguir a Jesus, mas segui-Lo bem distante, claro sem nunca o perder de vista:
"E Pedro o seguiu de longe, até ao pátio do sumo sacerdote e, entrando, assentou-se entre os criados, para ver o fim."  (Mateus 26:58)
Eu não quero ser um seguidor à distãncia, vendo e contemplando Jesus a ser julgado e ainda por cima aquecer-me na fogueira daqueles que fazem do seu julgamento um bom serão de entretenimento. Eu preciso de estar com Ele, eu preciso de não me envergonhar, eu preciso de dar a car por Ele.


QUAIS AS INTENÇÕES
A página Jesus Daily foi...
"Criada em 2009 pelo médico norte-americano Aaron Tabor, a página nasceu com um raso intuito comercial: divulgar o livro dele e um serviço dietético online, já que Tabor é especialista em dietas. Agora, há quem diga que a “Jesus Daily” se tornou um ambiente religioso no qual as pessoas conversam sobre problemas e dão palavras de incentivo O bom desempenho do médico Aaron Tabor não é à toa. A maioria dos posts redigidos por ele é feita com técnicas de marketing aprendidas com a venda de dietas, que de tão rentável foi parar na TV a cabo americana." [1]
Mais uma vez o texto supracitado faz jus ao que temos visto nestes últimos dias. Jesus muitas vezes, não é mais do que uma marca publicitária em que os "marketenses" a exploram afim de eles próprios serem reconhecidos.
Isso de certa maneira faz-me lembrar as atitudes dos irmãos de Jesus que queriam que Jesus se mostrasse, fizesse grandes sinais, prodígios e maravilhas unicamente com o propósito de eles próprios ganharem popularidade à sombra de Jesus. No entanto as Escrituras são claras: "nem mesmo seus irmãos criam n'Ele." (João 7.5)
Posso falar muito em Jesus, posso estar até escrevendo este artigo e minhas intenções não serem de fé,  e isso constitui-se pecado à luz das Escrituras (Romanos 14.23).
Posso falar muito de Jesus até não ter dúvidas que Ele é real e ser o maior incrédulo e ateu que existe. Jesus não é uma forma de ganhar a vida é uma pessoa que muda nossa vida, nosso carácter, nossas emoções, sentimentos, prioridades, efim... tudo o que somos.


QUEM DIZ O ALL FACEBOOK QUE EU SOU?
Cito:
Os cerca de cinco posts diários dedicados a citar Jesus receberam 3,4 milhões de interações na semana passada, de acordo com o AllFacebook. [1]
A pergunta do tópico, nos faz lembrar alguma outra?
Jesus certa vez perguntou: "...Quem dizem os homens ser o Filho do homem?" (Mateus 16:13)
Esta pergunta foi feita aos discípulos obtendo variadas respostas. Jesus ao fazer esta pergunta não estava à espera de saber o Seu nível de popularidade. Ele usou simplesmente esta pergunta como um "trampolim" a outra: "E vós quem dizeis que eu sou?" (vers. 15)
Talvez se Jesus perguntasse hoje, alguém diria: "Ah és muito famoso, estás em alta nas redes sociais; já conseguiste na tua página de facebook ultrapassar a Justin Bieber; e no twitter nem lhe falo, no orkut há sem dúvida uma quebra em termos homólogos do ano anterior.
Imagino o rosto de Jesus a brilhar por esta excelente estatística apresentada por seus seguidores virtuais. Jesus não deseja ser o mais famoso, Jesus não deseja que o comparemos com Justin Bieber. Ele não é comparável, Ele é simplesmente ÚNICO. Ele é "...o Cristo, o Filho do Deus vivo." (vers.16)

OS TEMPOS MUDARAM?
Creio que a popularidade de Jesus Cristo deve-se unicamente a uma coisa: Ele não está fisicamente presente. Creio  também que os tempos não mudaram quanto à aceitação ou popularidade de Jesus Cristo. Não duvido que se Ele estivesse fisicamente presente, embora creia pela fé que Ele está presente através de seu Santo Espírito (Mateus 28.20) sua popularidade ou mesmo seus curtidores facebokianos reduziriam, pois muitos, talvez eu próprio, diria em alto e bom som: "Duro é este discurso quem o pode ouvir? (João 6:60).
Assim como muitos dos seus discípulos voltaram para trás, muitos hoje eram capazes de O remover de suas amizades ou mesmo Denunciá-lo ou bloqueá-Lo. Quantos cristãos hoje o chamariam de intolerante de homofóbico de elitista, etc, etc. [Leia meu artigo: Um Jesus Severo, Fundamentalista e Extremista]
Jesus não preenche aquele estilo de pessoa que sempre nos dirá aquilo que estamos à espera de ouvir, apenas para nos agradar ou tranquilizar nosso coração. Quantas vezes Suas palavras são de desassossego??


CONCLUSÃO
Não sou de maneira contra o Jesus Daily nem ao facto de usar-se as redes sociais ou outros meios quaisquer, para falar e levar Cristo às pessoas, se assim fosse agiria completamente em contradição, mas creio que nossa vida cristã é muito mais do que "teclar". Usei este exemplo como forma de ilustração, apenas.
A verdade é que existe um mundo lá fora que maioria das vezes está ofuscado pelas luzes da ribalta destes meios sociais.
Ninguém pode afirmar com razão ou conhecimento de causa que sou um óptimo cristão pelas minhas publicações o contrário também aplica-se.
Ninguém pode dizer que sou um óptimo ou mau marido a não ser aqueles que lidam comigo e muito mais minha esposa. Portanto nestes meios tudo pode ser uma camuflagem e uma fuga à realidade.
A verdade é essa: Jesus ensinou-nos a sermos verdadeiros sejam com quem for e onde estivermos e porque não até nas redes sociais?


[1] Fonte
Receba nossos artigos em seu email:


Delivered by FeedBurner

2 comentários:

  1. Estou aqui mais uma vez registrando a importância desse site e das suas postagens, quando passo por aqui sempre me surpreendo com as lições ou sugestões de atividades. Parabéns por tanta dedicação, carinho e por compartilhar trabalhos e atividades tão legais.

    ResponderEliminar
  2. @"Apascentar os Pequeninos" Tio Fausto Muitíssimo obrigado pelo seu comentário e visitas a este espaço.
    Deus o abençoe ricamente.

    Abraços.

    ResponderEliminar

Seus comentários são importantes para o blog. Deixe sua apreciação negativa ou positiva, mas não seja neutro.

Reservo-me no direito de não publicar comentários anónimos, caso entenda como necessário ou qualquer outro tipo de comentários que saia da orientação do blog.
Qualquer tipo de comentários que traga linguagem abusiva ou ofensiva de igual modo serão descartados.