terça-feira, 9 de abril de 2013

A Oração Não Respondida de Jesus




"E disse: Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres."
(Mc 14:36)

Jesus está sendo esmagado no Getsemani:
A palavra Getsemani significa: Prensa de azeite. De alguma maneira carateriza o estado emocional de Cristo. Ele estava sendo esmagado.
37 E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito. 38 Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo. (Mt 26.37,38)
E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão. (Lc 22.44)


SEU PEDIDO REVELA 3 COISAS

1. Seu pedido inclui amor ao Pai:
"Aba [meu] Pai"
Segundo alguns comentadores, esta era uma expressão a qual os judeus, não a usavam quando a Deus se referiam. Era muita intimidade.
O teste ao amor revela-se nos momentos mais difíceis da nossa vida.
É muito fácil termos palavras de amor, carinho e apreço nos momentos bonitos, não nos mais sombrios da vida. No entanto Jesus a usou.
A expressão de Jesus “Aba Pai” revela que mesmo no momento mais difícil, Ele não perdeu o apreço, o amor, a intimidade ao Pai. Esta filiação e intimidade estava-O conduzindo à morte:
6 Vendo-o, pois, os principais dos sacerdotes e os servos, clamaram, dizendo: Crucifica-o, crucifica-o. Disse-lhes Pilatos: Tomai-o vós, e crucificai-o; porque eu nenhum crime acho nele. 7 Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei e, segundo a nossa lei, deve morrer, porque se fez Filho de Deus. Jo 19.6,7

Jesus a usou, e somos nós também convidados a usar:
“Pai nosso que estás no céu ...” Mt 6.9
"Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai."  (Rom 8:15)
"E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. "  (Gl 4:6) 

2. Seu pedido revela um conhecimento do pleno poder do Pai:
" ... todas as coisas te são possíveis ..."
É fácil continuarmos a amar as pessoas, que mesmo querendo, nada podem fazer por nós; Mas se podem e não querem, por um motivo de força maior? Seria justificável?
Jesus sabia que o Pai podia, mas havia algo de força maior que O travava.

Quantas vezes não perguntamos a Deus: Porque Permites que isto venha à minha vida? [Valemos nós mais do que Cristo?]
Como olhamos para as dificuldades da vida? Pelos olhos de Jesus? Pelo coração de Cristo?
Como nos dirigimos a Deus? Como Pai ou o vemos como um carrasco, que nos faz a vida difícil?

3. Seu pedido revela sujeição ao Pai:
“... não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres."  (Mc 14:36)
Seu pedido não foi uma afirmação do tipo: "Já que Tu podes todas as coisas, então livra-me disso!" 
Este tipo de afirmação é muito própria do ser humano, mas não o foi do Filho de Deus.
Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer. Jo 17.4
"..., porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai que me enviou." (Jo 5:30)
Mas Jesus disse a Pedro: Põe a tua espada na bainha; não beberei eu o cálice que o Pai me deu? Jo 18.11

"Dentro de mim está escuro, mas em Ti há luz
Eu estou só, mas Tu não me abandonas
Eu estou desanimado, mas em Ti há auxílio
Eu estou inquieto, mas em Ti há paciência
Não entendo os Teus caminhos, mas tu conheces
o caminho certo para mim."

Dietrich Bonhoeffer, pastor alemã enforcado por Hitler [1]


Jesus jamais duvidara do amor do Pai:
"Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la."  (Jo 10:17)

Jesus jamais duvidara da presença do Pai:
"Eis que chega a hora, e já se aproxima, em que vós sereis dispersos cada um para sua parte, e me deixareis só; mas não estou só, porque o Pai está comigo."  (Jo 16:32)

Jesus tinha consciência de Sua missão:
"Agora a minha alma está perturbada; e que direi eu? Pai, salva-me desta hora; mas para isto vim a esta hora."  (Jo 12:27)

Sua missão terrena incluía ...
  • Cumprir toda a Lei:"Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir." (Mt 5:17)
O que para nós é impossível:
"Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne;"  (Rom 8:3)
"Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos."  (Tg 2:10)

  • Ele veio chamar os pecadores ao arrependimento:"...Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento."  (Mat 9:13)E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento. (Mc 2:17, Lc 5:32)"E se alguém ouvir as minhas palavras, e não crer, eu não o julgo; porque eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo."  (Jo 12:47)
  • Ele veio para pregar o Evangelho:
    "E ele lhes disse: Vamos às aldeias vizinhas, para que eu ali também pregue; porque para isso vim."  (Mc 1:38)
  • Ele veio para dar testemunho da verdade:
    "Disse-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Jesus respondeu: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz."  (Jo 18:37)
  • Ele veio para trazer vida:
    "O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância." (Jo 10:10)
Estávamos/estamos mortos em ofensas e pecados (Cl 2.13)
  • Ele veio para ser luz para os que vivem nas trevas:
    "Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas."  (Jo 12:46)"O povo, que estava assentado em trevas, Viu uma grande luz; E, aos que estavam assentados na região e sombra da morte, A luz raiou."  (Mt 4:16)

Neste jardim, Ele lembra-se de nós:
Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles, para que todos sejam um, Pai, como tu estás em mim e eu em ti. Que eles também estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste (]o 17.20,21).

O[s] discípulo[s] não queria[m] que ele morresse
21 Desde então começou Jesus a mostrar aos seus discípulos que convinha ir a Jerusalém, e padecer muitas coisas dos anciãos, e dos principais dos sacerdotes, e dos escribas, e ser morto, e ressuscitar ao terceiro dia. 22 E Pedro, tomando-o de parte, começou a repreendê-lo, dizendo: Senhor, tem compaixão de ti; de modo nenhum te acontecerá isso. 23 Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas só as que são dos homens. Mt 16.21-23

Seu sofrimento não foi caso de admiração:
Desde então começou Jesus a mostrar aos seus discípulos que convinha ir a Jerusalém, e padecer muitas coisas dos anciãos, e dos principais dos sacerdotes, e dos escribas, e ser morto, e ressuscitar ao terceiro dia. Mt 16.21
Mas Deus assim cumpriu o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado; que o Cristo havia de padecer. At 3.18


O QUE ESTARIA LEVANDO JESUS A UM ESTADO DE CONSUMIÇÃO TAL?
QUE CÁLICE, ELE BEBERIA?


  • Não era o desinteresse, abandono, traição, negação de seus discípulos:
    "Então, deixando-o, todos fugiram."  (Marcos 14 : 50)
    Quando pediu para que seus discípulos orassem com Ele, dormiram.Foi traído pelo seu amigo. Tudo isso Ele sentiu, mas havia algo pior.
  • Não era o medo dos soldados:
    "Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos?"  (Mt 26:53)
  • Não era o medo da cruz:
Na cruz em sinal de provocação, lhe disseram:
"E dizendo: Tu, que destróis o templo, e em três dias o reedificas, salva-te a ti mesmo. Se és Filho de Deus, desce da cruz."  (Mt 27:40)
"Salva-te a ti mesmo, e desce da cruz."  (Mc 15:30)

E se Ele descesse?
  • Não era o medo da morte:
    19 Jesus respondeu, e disse-lhes: Derribai este templo, e em três dias o levantarei. 20 Disseram, pois, os judeus: Em quarenta e seis anos foi edificado este templo, e tu o levantarás em três dias? 21 Mas ele falava do templo do seu corpo. 22 Quando, pois, ressuscitou dentre os mortos, os seus discípulos lembraram-se de que lhes dissera isto; e creram na Escritura, e na palavra que Jesus tinha dito. (Jo 2.19-22)
Ele sabia que ia ressuscitar pelo poder do Espírito e do Pai. Havia e há algo pior do que a morte física.
Todas as coisa supracitadas, foram experimentadas por muitos dos seus discípulos, inclusive a própria morte, mas Jesus bebeu algo que eles jamais beberam.
Enquanto a maioria dos mártires morreram a cantar, Jesus morreu em agonia atroz. Será que o Mestre teve menos capacidade de sofrimento do que seus discípulos? A resposta está no conteúdo do cálice.


ENTÃO O QUE ERA PIOR DO QUE TUDO ISSO?
O QUE CONTINHA O CÁLICE?

1. Continha a ira de Deus
"Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça."  (Rom 1 : 18)
9 Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira." 
10 Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. (Rm 5:9,10)
"Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também."  (Ef 2:3)
"Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência."  (Ef 5:6)
"Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência;"  (Col 3:6)
"E esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura."  (I Tess 1:10)


2. Continha a maldição de Deus:
"Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro; para que aos GENTIOS viesse a bênção de Abraão em Jesus Cristo, a fim de que nós recebêssemos pela FÉ a PROMESSA do ESPÍRITO " (Gl 3:13-14).


3. Continha os pecados de todo o mundo:
"E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo."  (I Jo 2:2)
Pecados é algo que Deus encara com uma seriedade, que nos é difícil de entender.
Somente o Espírito santo nos poderá convencer destes mesmos pecados e como eles ofendem a santidade de Deus.


4. Continha a justiça de Deus:
"Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus."  (II Cor 5:21)
"Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo."  (Heb 10:31)


QUEM BEBERIA O CÁLICE, SE ELE NÃO O FIZESSE?

QUEM O SUPORTARIA?

E SE DEUS PAI, RESPONDESSE A ESTA ORAÇÃO ?

0 comentários:

Enviar um comentário

Seus comentários são importantes para o blog. Deixe sua apreciação negativa ou positiva, mas não seja neutro.

Reservo-me no direito de não publicar comentários anónimos, caso entenda como necessário ou qualquer outro tipo de comentários que saia da orientação do blog.
Qualquer tipo de comentários que traga linguagem abusiva ou ofensiva de igual modo serão descartados.